segunda-feira, 2 de janeiro de 2006

Um segundo para Deus rir

De férias e em Brasília, obviamente fui atacada pelo vírus do tédio. Para minimizar seus sintomas, joguei-me com fervor aos filmes e às músicas. Meus olhos e ouvidos jamais foram tão cobrados... Coincidentemente (ou não!), um dos filmes e uma das músicas de hoje falavam de uma questão que me intriga sempre e me aborrece quase sempre: a efemeridade das coisas, a fragilidade da vida, o fato de estarmos todos - e sempre - sobre o fio de uma navalha. O filme: Amores brutos; a frase: "quer fazer Deus rir, faça planos". A música: Tempo rei; a frase: "tudo agora mesmo pode estar por um segundo". Foi-se o tédio, veio a melancolia. De fato, só um segundo basta para mudar os planos ( para diversão de Deus). Quem é que já não experimentou a verdade disso? Você já viu seu humor, seu dia, sua semana mudar a um piscar de olhos por razões sobre as quais você não teve nenhum controle? Você tem noção de quanto um segundo pode mudar definitivamente planos para o dia, o mês, a estação, o resto da vida? Você já teve suas expectativas precocemente assassinadas pelo acaso, pelo inesperado, pela surpresa? Ou seja: você já protagonizou uma comédia para Deus? Não é mesmo lamentável tudo isso? Saber que vem aquilo-que-não-estava-nos-planos para infernizar nossa vida?.... Já sei que vão me dizer que, por isso, é preciso aproveitar o dia (Carpe diem, dizia o filósofo Horácio na Antiguidade). Eu sei...eu sei... qualquer manual de auto-ajuda vai repetir isso. Mas, cá entre nós, não há nada tão difícil, na prática, do que restringir-se ao presente, há? Estamos sempre um pouco no passado e um pouco no futuro, ainda que valorizemos o presente. O passado (fazer o quê?) não pode ser mudado... O futuro (fazer o quê?) é mudado, à revelia, contra nossa vontade, em um segundo. Ah! que venha novamente o tédio! Melhor do que o desespero...

8 comentários:

Tupá disse...

Estou angustiada no momento exatamente por isso! Droga... e pior, ainda vou ter q decidir uma coisa importante por causa do maldito acaso!!AAAAAAAAAAAAAAAAAAA Maldição!!!!

Mas falando nisso, como vai a vida? Além do tédio, foi bom o reveillon? Bem, feliz ano novo!! Pretendo passar no INEI com o resultado do PAS, vc vai estar lá esse ano?

leny disse...

linda!
lindo seu texto...
te amo...
saudades!!!!!
beijoooo

Rafaela disse...

Tereza, adorei o texto.Te vi um dia no aeroporto, estava deixando a minha irmã lá...bjs!!!

Newton disse...

Deus últimamente tem sido até generoso comigo, sabe? Talvez porque eu não tenho feito tantos planos. Aliás, a longa distância, muitos. Mas a curto prazo, nenhum. Quem sabe, no futuro, eu me torne uma das comédias favoritas de Deus. Credo, é macabro pensar isso. Mas é verdade.
Sobre o texto do ano novo, eu também havia começado a escrever algo parecido...
as pessoas acreditam que no próximo ano haverão milagres. Mas...
"você quer ver um milagre? Seja o milagre!"
Saudades, Tereza!
Beijão =*
NeW

Luiz disse...

Amor de meus amores,
ainda acredito que possamos pôr em prática certas resoluções de ano-novo. Sabe, aquilo que eu pensava ser clichê - "você pode mudar sua vida" - é verdade. Não é só verdade: é o equilíbrio, o absoluto. Pra mim, hoje, não há mais graça em ficar triste. Eu até tentei um dia desses me entregar a esse lado "humano". Mas não dá, não mais me satisfaz. Eu mudei. Eu me descobri. Mudar é preciso!
TE AMO!

Tarcisio (ápice) disse...

Oi Tereza! Espero que as coisas estejam bem... Não costumo muito fazer comentários em blogs, mas não resisti após ler esse texto, pois além de eu estar tentando fujir do tédio da mesma forma que você, eu adoro pensar sobre esse lance de um segundo para mudar uma vida. É interessante perceber o poder e a vulnerabilidade que um ser humano possui. Às vezes um olhar, uma parada na frente de uma vitrine, uma fila, um sinal vermelho no trânsito, etc. podem mudar todo o percurso de uma vida. O foda é que nunca sabemos o que nos fez ser assim ou o que nos fará ser assado. Acho que é por isso que muitas pessoas se apegam ao passado ou/e ao futuro, sem perceber que a resposta de tudo está no agora. É o presente que determina o futuro e até mesmo o passado, a diferença é que é possível mudar o futuro e o passado não. Porém, é possível moldarmos nosso passado, pois assim como o futuro, o passado depende do presente, certo?! O passado é o presente que passou. Como você me disse uma vez, Tereza, devemos percorrer a estrada, apreciando a paisagem e tudo, sem se preocupar muito com o que vêm depois da curva. Até porque, depois da curva, pode ser que não haja paisagens. Então, você não vai querer voltar todo o caminho pra revê-las, né?! Droga... É impossível fugir do Carpe Diem... Desisto de tentar achar soluções pra vida! hhahahahahaha Na verdade eu acho que viajei demais... Você já viu Corra, Lola, Corra ou Efeito Borboleta? São dois filmes sobre essa coisa de presente, futuro, passado, ações que mudam vidas, etc. Bem, deixa eu ir, senão acaba o espaço aqui! Tereza, não some não! Feliz 2006! Até...

lorena disse...

texto perfeito, pra variar =)
realmente é dificílimo se restringir ao presente, sempre estamos pensando ou no passado ou no futuro..
q coisa..
beijo Tereza!

Gabriela disse...

Ola ando sentindo muita saudades das suas aulas e das suas conversas, sabe eu não sei muito de pontuação mt menos do romanstinmo etc mas vc faz a gente entender isso de uma forma tão facil,
Ei eu aprendi a entrar em crise tbm sabia? rsrs verdade e todas as vezes que assito um filme lembro do seu comentário sobre A menina de ouro.rsrrs
Tenha a certeza de uma coisa vc não é e nunca sera uma pedra de gelo, ou uma especie de pessoa sem sentimentos, vc só vê as coisas como elas realmente são e confesso que preciso ter essa visão..."O amor é o ridiculo da vida, a gente procura nele uma pureza impossivel
Uma pureza que esta sempre se pondo, indo embora. A vida veio e me levou com ela , sorte é se abandonar e aceitar essa vaga ideia de paraiso que nos persegue, bonita e breve como as borboletas que só vivem 24h morrer não doi" (cazuza)quando li isso vi que todas as vezes que vc falava sobre o amor dai sim eu pude entender não é frieza é a realidade e ela sim doi por isso procuramos fugir dela com essa vaga ideia de paraiso.... beijinho to com saudade não sei se vai se lembrar de mim pq eu não concluir o cursinho mas sou a menina que um dia saiu mais cedo pra poder se confesar lembra? Gabriela ... vai desculpando ai os erros ta , há só p t dxar informada eu passei na fauldade pra enfermagem na LS(aposto que vai se perguntar : que faculdade é essa rsrs)e a Naty passou pra direito na catolica obrigado bjo